Proinveste: obra no Residencial Santa Tereza beneficia mais de 30 mil aracajuanos

Com investimento superior a R$ 11 milhões, 25 ruas ganharam rede de esgoto, drenagem e pavimentação

Prevista para ser concluída e entregue à população em 2017, a urbanização do loteamento Santa Tereza, no bairro Industrial, zona norte de Aracaju, já traz benefícios para moradores de 25 ruas. Com recursos provenientes do Programa de Apoio ao Investimento dos Estados (Proinveste), as vias já contam com rede de esgoto, drenagem e pavimentação.

Dona Valdice Vasconcelos, ambulante, conta que na rua em que mora antes só havia lama.  “Eu não tinha nem gosto aqui pela casa, mas, agora, com o asfalto já estou dando uma mão de tinta nela. Essa obra melhorou 100% a vida da gente”, comemora.

O comerciante Cláudio Bonfim diz que com o asfaltamento das ruas do loteamento, o comércio também ganhou força. “Nessa época do ano, que chove mais, as ruas ficavam alagadas, o que afastava também os fregueses. Já sentimos uma movimentação maior do comércio aqui”, avalia.

Responsável pela obra, o engenheiro Howard Alves de Lima define o investimento de R$ 11. 783012,13 como um projeto verdadeiramente estruturante, que beneficia mais de 30 mil pessoas no entorno de Aracaju e Nossa Senhora do Socorro, uma vez que foi pensado para ir além dos serviços de calçamento, drenagem e esgotamento. “A avenida principal, por exemplo, faz parte do corredor da Tancredo Campos. Com essa obra, o trânsito melhorará muito nesta área. Estamos fazendo também um muro de contenção e começamos a demolição das casas que ficam ao lado da Euclides Figueiredo [as famílias que lá habitavam se mudaram para casas populares no Porto D’Anta]. Vamos demolir e no lugar haverá calçadão, quadras, quiosques, posto policial, ou seja, uma área de lazer onde será investido mais R$ 8 milhões”, explica.

Segundo o secretário de Estado da Infraestrutura, Valmor Barbosa, a obra já se configura como uma das mais importantes contribuições para a mobilidade urbana de um dos bairros mais antigos da capital. “Ao todo são 5.020 m² de pavimentação asfáltica, 6.944 m² de pavimentação granítica e estamos concluindo os 4.516 m² de passeio em concreto desempolado, o que significa toda a urbanização do loteamento”, explica.

Ele ressalta que outras importantes intervenções na obra foram os serviços de drenagem e esgotamento sanitário. “Construímos duas estações elevatórias e 4.512 m² de rede coletora de esgoto, totalizando 882 unidades entre ramais e caixas, além de melhorias em 1.508 m de rede de drenagem pluvial, cujos benefícios para as centenas de famílias ali residentes são incalculáveis, uma vez que melhora consideravelmente as condições de saúde”, reitera.

Valmor Barbosa diz ainda que os serviços serão concluídos nas próximas semanas. “Estamos finalizando a construção do passeio e ainda restam 30 metros de asfalto a ser aplicado em uma das vias. Executados estes serviços daremos início a implantação de 10 postes com lâmpadas vapor de sódio de 70 W e os 184 m² de sinalização viária, garantindo assim mais segurança aos moradores e transeuntes do loteamento”, enfatiza.

Centro Administrativo

Também com recursos do Proinveste, no valor de R$18.726.873,43, o Sistema Viário do Centro Administrativo Governador Augusto Franco, na zona oeste de Aracaju, está praticamente concluído.  Na área foi feita a recuperação de vias existentes e a criação das avenidas C e D.

Essa obra, além de facilitar o acesso à região do Centro Administrativo, também moldará o desenvolvimento da localidade, é o que garante o engenheiro Geraldino Vieira Costa. “O maior objetivo dessa obra é contribuir para a mobilidade urbana da área. As duas novas avenidas dão acesso a algumas das edificações futuras, como a sede da Polícia Federal, a ampliação do TRT e a Receita Federal, bem como fazem a comunicação com a avenida Dr. Carlos Cruz, que é a avenida principal do Centro Administrativo e que futuramente será uma avenida perimetral”, adianta.

A revitalização do Centro Administrativo é um antigo pleito dos órgãos lá localizados e, sobretudo, dos trabalhadores da região.  “Trabalho aqui há dois anos e antes as ruas eram esburacadas e sem segurança. Depois dessa obra, sinto mais segurança em trafegar aqui, melhorou também a iluminação, tiraram um matagal próximo, que era onde marginais se escondiam para praticar assaltos”, explica Flávio Henrique dos Santos Prado, funcionário do TRT.

O ciclista Márcio dos Santos costumeiramente também transita na região e comemora as mudanças. “Melhorou bastante mesmo. E tenho certeza que com a perimetral, facilitará ainda mais”, declara.

Comente: