Prefeitura investe em obras estruturantes na Atalaia e Aruana

Aracaju está crescendo, com isso, a população se torna proporcional a este evento como também os turistas que, a cada dia, passam a visitar a capital com mais frequência e em maior número. Atenta ao ritmo acelerado do desenvolvimento, a Prefeitura de Aracaju, através da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), vem atuando em obras de infraestutura para atender às necessidades dos moradores e dos visitantes. Duas dessas obras significantes são as da Aruana e da Atalaia que, antes paradas, retornaram para garantir melhores de condições de tráfego e circulação em suas ruas.

Quem chega ao loteamento Aruana, na Zona de Expansão, por exemplo, vai encontrar, durante todos os dias de semana, operários empenhados em cumprir os prazos de entrega de cada uma das etapas da obra. Por sérios problemas técnicos, a ação na localidade estava parada, mas, agora, foi retomada a todo o vapor. Por lá, ao final da obra, cerca de 30 ruas serão pavimentadas, receberão a rede de drenagem, além de asfaltamento e toda infraestrutura para satisfazer quem mora ou passa pelo local.

Para que o trabalho pudesse ser realizado, um investimento de R$ 13 milhões foi conveniado entre a Prefeitura de Aracaju e o Governo Federal. De acordo com o engenheiro da empresa responsável pela obra, a intervenção deve ficar pronta no mês de agosto. “A obra foi retomada recentemente, mas com ritmo acelerado para cumprir o prazo que está no cronograma. Só da nossa empresa, são 21 operários e, pelo menos, metade das ruas já foram asfaltadas. Assim, temos boas expectativas de que, em breve, o processo será concluído”, explicou o engenheiro Análio Alves de Souza Neto.

Vindos de outro estado, os moradores da localidade, Laércio Chavier e Éder Barbosa de Souza, escolheram Aracaju como residência. Segundo eles, antes do início das obras, ocorreram muitos transtornos, mas a população local espera pelo fim da obra e que esta traga dias melhores para o local.

“A associação de moradores daqui já tentou resolver a situação e agora vemos a obra acontecer. É claro que algumas situações difíceis acontecerão até tudo ficar pronto, mas, obra tem dessas coisas. O importante é ver isso acontecer e essa obra, enfim ser finalizada. Com certeza será muito proveitosa”, frisou Laércio.

Éder é conterrâneo de Laércio. Vindo do Estado de Minas Gerais, ele decidiu mudar-se para Aracaju por conta das belas praias e pelo aconchego da cidade. A obra na Aruana, era algo que ele desejava há anos. “Moro em Aracaju há 11 anos e essa obra é um desejo que tenho há tempos. Vemos acontecer e o que esperamos é que ela venha trazer dias melhores para os moradores. Antes, quando chovia, sofríamos bastante. Hoje, a expectativa é de que isso não ocorra mais”, destacou.

Atalaia de cara nova 

Por anos, moradores do bairro Atalaia viam a beleza da orla, mas, as ruas que se escondiam por dentro do bairro eram bem diferentes da realidade do cartão postal. No entanto, a atual gestão não fechou os olhos para isso e retomou as obras que eram prometidas, mas não finalizadas por gestões passadas.

No local, onde são investidos R$ 10,9 milhões, também em convênio da PMA com o Governo Federal, mais de 20 ruas estão sendo beneficiadas com terraplenagem, rede de drenagem e pavimentação, gerando mais saneamento, urbanização e mobilidade.

Atualmente, frentes de trabalho se concentram na finalização da implantação da rede de drenagem em várias ruas, enquanto outras recebem máquinas de terraplanagem e ainda há ações de pavimentação em outros pontos, sendo que algumas vias já foram asfaltadas.

Segundo o encarregado da obra, Elon Sampaio, todo o trabalho é executado com cuidado. “Quando lidamos com máquinas, como no caso da terraplenagem e asfalto, o serviço é mais rápido. Tem ruas que terminamos essa parte em dois dias, no máximo uma semana, mas, quando passamos para a fase da ‘arte’, quando envolve pedreiros, por exemplo, e fazemos meio fio e outros trabalhos de acabamento, aí a ação é mais cuidadosa, já que, o intuito é fazer da obra algo, não apenas para melhorar a infraestrutura, mas, também, para dar gosto de ver”, ressaltou.

Nos próximos dias, tanto as obras na Aruana como na Atalaia serão aceleradas para atender aos desejos de suas respectivas populações e para agradar aqueles que nos visitarão daí em diante.

Comente: