Prefeitura fiscaliza e monitora feiras livres para garantir cumprimento de medidas preventivas

A Prefeitura de Aracaju mantém intensificadas as ações de enfrentamento ao coronavírus na capital. Neste sentido, a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) segue atuando no monitoramento e fiscalização das 16 feiras livres em atividade no município de modo que os critérios de higienização e distanciamento social sejam cumpridos, conforme orientações dos órgãos da saúde e determinações estabelecidas em decreto.

Na tarde desta quarta-feira, 13, os fiscais da Diretoria de Espaços Públicos e Abastecimento (Direpa) da Emsurb percorreram as feiras dos conjuntos Orlando Dantas e Dom Pedro. Nestes locais foram observados o cumprimento das medidas de prevenção colocadas em prática pela gestão, dentre elas o espaçamento e redução de bancas, o uso de máscaras pelos feirantes e consumidores, além do controle do fluxo de pessoas.

“Estamos atuando de maneira intensiva nos diversos espaços públicos da cidade, e nas feiras livres não tem sido diferente, em detrimento do grande número de pessoas que mantêm o hábito de fazer suas compras nestes locais. Ainda assim, o trabalho de sensibilização junto à população e aos feirantes se faz necessário para que os decretos estadual e municipal sejam respeitados, sobretudo, no tocante ao cumprimento das recomendações de enfrentamento ao novo coronavírus”, destaca o presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas.

Segundo ele, paralelo a esse trabalho, a empresa municipal está implementando, gradativamente, nas feiras, mudanças nas estruturas de comercialização com a colocação de balcões frigoríficos e novas bancas para assegurar as condições sanitárias necessárias para a comercialização de produtos de origem animal.

“Essa readequação acontece, inicialmente, nas feiras de menor porte. Sendo assim, já foram padronizadas as feiras do Batistão e dos bairros Grageru, Suíssa, Jabotiana, Santos Dumont e conjunto Orlando Dantas”, salienta Luiz Roberto.

As ações rigorosas de higienização como a disponibilização de álcool em gel 70%, máscaras descartáveis e a oferta de lavatórios portáteis foram avaliados positivamente por parte da dona de casa Josefa da Silva Lima, moradora do conjunto Orlando Dantas.

“Essa forma de organização está ótima e bem mais espaçosa, o que nos deixa mais tranquila por não causar tanta aglomeração. A preocupação do uso das máscaras também foi uma medida muito importante”, frisou dona Josefa.

“O trabalho dos fiscais é muito importante, pois tem algumas pessoas que insistem em não usar as máscaras e isso pode acabar prejudicando a saúde da gente. Por isso, achei válida a distribuição das máscaras porque ajuda ainda mais na prevenção dessa doença”, destacou o feirante Eronmax da Silva

Para a feirante Adriana de Jesus, que além do conjunto Dom Pedro, comercializa na feira do bairro Agamenon, o trabalho de conscientização feito pela Prefeitura tem feito com que tanto os clientes como os feirantes respeitem ainda mais as orientações, “como usar a máscara, não ficar muito próximo na hora de escolher as mercadorias, etc. Se cada um fizer a sua parte fica bom pra todo mundo”, afirmou.

Comente: