Prefeitura de Aracaju garante alimentação saudável para crianças da rede municipal

Maria Ervânia Teixeira cuida da alimentação das crianças como se estivesse cozinhando para as filhas. Ela é merendeira da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Maria Givalda da Silva Santos, localizada no bairro Soledade, há quase três anos.  “Eu tenho muito carinho por essas crianças. Cuido da comidinha delas como se fossem meus filhos. Eu amo o que faço. Aqui, eu me sinto em casa”, disse.
A merendeira, Maria Ervânia Teixeira, prepara a merenda escolar com muito carinho
Essa satisfação de cozinhar reflete no rostinho das 55 crianças, com idade entre um e dois anos.  Elas fazem quatro refeições por dia.   Segundo a diretora da Emei, Maria da Conceição Vieira Teles, os alimentos são servidos rigorosamente no horário.  “Nós seguimos à risca os horários. Isso porque muitas crianças não comem em casa. Uma vez, tivemos que liberar a turma mais cedo e uma mãe estava preocupada achando que nós não iríamos oferecer o almoço. Ela disse que não tinha o que dar em casa”, relatou.
A merenda escolar ofertada na rede de ensino de Aracaju é executada pela VBX Refeições Coletivas. A empresa, que atua há alguns anos no fornecimento da alimentação escolar aracajuana, segue o cardápio pensado pela equipe de nutricionistas da Secretaria Municipal da Educação (Semed). De acordo com a coordenadora da Alimentação Escolar do Município, Joice Barbosa Carréra, a cultura alimentar do município foi levada em consideração. “A gente coloca alimentos típicos da alimentação daquela população. Vale destacar também que a alimentação ofertada é feita na própria escola. Ela não é transportada. Cada unidade tem suas merendeiras”, afirmou.
Ainda conforme a coordenadora da Alimentação Escolar do Município, pelo menos uma vez por mês todas as escolas da rede são visitadas pela equipe técnica de fiscalização. “Nós fiscalizamos o cumprimento do cardápio, o fornecimento adequado das quantidades e os procedimentos de Boas Práticas de Manipulação dos alimentos. A empresa precisa executar o que foi acordado em contrato”, explicou.
Acompanhamento
A equipe da Semed também promove a pesagem e medição de estatura das crianças, para que possa ser feito um diagnóstico nutricional. “A avaliação estuda a curva de crescimento de cada criança, analisando peso por altura, altura por idade, peso por idade e IMC por idade”, colocou a coordenadora da Alimentação Escolar do Município, Joice Barbosa Carréra.
Para estimular o desenvolvimento saudável das crianças, além de apresentar uma variedade no cardápio, são desenvolvidas atividades lúdicas. “A gente busca realizar ações que incentivem os alunos a comer mais frutas. Além disso, buscamos desestimular o consumo de salgadinhos, refrigerantes. A gente usa o lúdico para tentar educar nutricionalmente as crianças, para que a alimentação escolar seja bem mais aproveitada e aceita por elas. Quando os alunos adquirem hábitos saudáveis, também levam o aprendizado para a família”, destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *