Prefeitura apresenta ao governo estadual instalações do Hospital de Campanha

Em visita ao Hospital de Campanha Cleovansóstenes Pereira Aguiar, montado no Estádio João Hora de Oliveira, no bairro Siqueira, a secretária da Saúde de Aracaju, Waneska Barboza, apresentou as instalações da unidade recém-inaugurada à secretária interina de Estado da Saúde, Mércia Feitosa. Ambas estiveram acompanhadas de suas equipes técnicas.

Com o Hospital de Campanha, a Prefeitura de Aracaju dota a cidade de mais um importante equipamento de saúde para os casos de covid-19 na capital. A unidade conta 152 leitos de retaguarda de baixa e média complexidade e amplia significativamente a capacidade de atendimento da rede municipal de saúde para fazer frente à pandemia provocada pelo coronavírus.

“É uma honra ter a secretária estadual de saúde visitando nosso hospital de campanha. A nossa proposta é de que ela conheça como vai funcionar o hospital, para que a gente possa trabalhar em parceria, combatendo a pandemia em nosso estado”, declarou a secretária Waneska Barboza.

Segundo a secretária Mércia Feitosa, as instalações do hospital de campanha foram bem projetadas e possibilitarão uma linha de cuidado mais qualificada para os pacientes vítimas da covid-19 na capital sergipana.

“É uma excelente estrutura, foi bem desenhado. Como eles vão trabalhar com pacientes de baixa e média complexidade, esses leitos vão conseguir dar celeridade para esse espaço. Temos diversos pacientes que necessitam de uma linha de cuidado mais específica, e aqui eles vão ter essa oportunidade. Essa assistência qualificada vai evitar uma evolução maior desse paciente e até o óbito. A gente tem visto que a ausência de uma linha de cuidado específica pode complicar esse paciente, e ele evoluir negativamente”, avaliou a secretária estadual da Saúde.

Mércia Feitosa destacou ainda a atuação conjunta entre o Estado e o Município, algo que considera fundamental para uma melhor assistência à população. “Essa união que a gente está vivendo entre Estado e Município de Aracaju é fundamental. Essa contribuição, essa parceria também na unificação dos protocolos. O Estado vai trabalhar com um protocolo clínico único, e a gente vem construindo juntos, a equipe da Saúde de Aracaju e a equipe da Saúde do Estado”, ressaltou.

Retaguarda

O Hospital de Campanha Cleovansóstenes Pereira Aguiar é uma unidade de retaguarda, referência para as portas de urgência e as oito unidades básicas de saúde exclusivas para pacientes com sintomas de síndromes gripais.

“Aqui nós atenderemos pacientes de baixa e média complexidade e teremos mais 26 leitos de estabilização para pacientes críticos. A princípio o paciente é estabilizado aqui, e fica aguardando uma transferência para um leito de UTI, caso seja realmente indicação para esse tipo de leito. Estamos realizando as capacitações para as equipes que estão chegando, e na quinta-feira, 21, a gente já começa a receber os primeiros pacientes”, afirmou a secretária Waneska Barboza.

Estrutura 

Toda a estrutura interna do hospital é climatizada e, além dos leitos, conta com seis postos de enfermagem; seis salas para prescrição médica; seis salas de enfermagem; seis salas para armazenamento de roupas limpas e seis para sujas; seis salas de equipamentos; seis farmácias satélite; uma sala de administração; uma sala de reunião; um laboratório, uma copa e um refeitório; três salas de descanso; uma sala de informática e dois almoxarifados, sendo um para farmácia e um para equipamentos.

O espaço ainda conta com contêineres, utilizados como salas para DML; salas de utilidade; necrotério, salas para paramentação; vestiários; banheiros para funcionários; salas para descarte de paramentação; banheiros para pacientes; e sala para abrigo de resíduos comum e infectante.

Comente: