Paróquias de Aracaju iniciam alerta de combate ao Aedes aegypti

A Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), firmou uma parceria com a Arquidiocese de Aracaju para alertar a população no combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da Dengue, Zika Vírus e Febre Chikungunya. O objetivo é que todas as paróquias da capital sergipana distribuam panfletos e leia uma mensagem ao final das missas como forma de alertar a população aracajuana e reduzir o impacto dessas doenças. A parceria foi realizada por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde da SMS, através do Programa Municipal de Combate ao Aedes aegypti, e da Rede de Atenção Primária (Reap).

De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde, Tereza Cristina Maynard, desde o último sábado, 20, todas as paróquias estão lendo uma mensagem de alerta aos fiéis durante as missas. “A Arquidiocese já emitiu comunicado a todas as paróquias solicitando o engajamento de todos na campanha de combate ao mosquito. É fundamental que cada paróquia, igreja, faça a sua parte e fale sobre o assunto com os cidadãos. A mensagem será lida sempre ao final das missas dos finais de semana, que possuem um maior fluxo de pessoas. Na mensagem, há informações detalhadas sobre como combater o mosquito para que os fiéis se conscientizem do problema que está preocupando a todos nós, pois é preciso a colaboração de todos”, informou.

O coordenador da Rede de Atenção Primária, Murillo Oliveira, destacou que, além das mensagens, as igrejas distribuirão panfletos e cartazes da campanha de combate ao mosquito. “São 56 igrejas de Aracaju envolvidas nessa luta. As Unidades de Saúde da Família estão indo nas paróquias de seus respectivos bairros para conversar com os párocos e deixar em cada uma delas uma boa quantidade de cartazes e panfletos para que possam ser distribuídos aos fiéis. Quanto mais pessoas recebem informações sobre a prevenção do mosquito, menor será o número de doenças, se cada um fizer a sua parte dentro de casa”, explicou.

No dia 25 de janeiro, os profissionais da SMS estiveram reunidos na Arquidiocese de Aracaju para discutirem como seria realizada essa parceria. Na ocasião, o arcebispo coadjutor da Arquidiocese de Aracaju, Dom João José Costa, pontuou a necessidade de levar mais informações aos fiéis. “Queremos estruturar a participação de pessoas dentro das próprias igrejas, falando para nossos fiéis sobre essa luta contra o mosquito. O objetivo é atingir o maior número de pessoas, pois, quem adere a esta iniciativa, pode salvar vidas”, disse.

Deixe uma resposta