Obra de infraestrutura nos bairros Atalaia e Coroa do Meio avança em todas as frentes de trabalho

Pleito dos moradores dos bairros Atalaia e Coroa do Meio, na zona Sul da capital sergipana, a obra de infraestrutura que a Prefeitura de Aracaju executa em 30 ruas destas localidades segue o cronograma estabelecido no projeto executivo e avança em todas as frentes de trabalho.

A partir desta obra estruturante, retomada pelo prefeito Edvaldo Nogueira, os bairros Atalaia e Coroa do Meio passam por uma transformação urbanística que contempla a execução de rede de drenagem, nivelamento e enquadramento de 30 ruas e pavimentação de cerca de 20km de vias, além de execução de 14km de meios-fios, e calçadas que atendem às normas técnicas de acessibilidade.

Para executar esta obra, a Prefeitura de Aracaju investe cerca de R$28 milhões, com recursos de convênio com o Governo Federal. De acordo com a Secretaria Municipal da Infraestrutura, a rede de drenagem de todas as 30 ruas está 70% executada, enquanto o serviço de pavimentação destas vias está 40% concluído, com a aplicação de mais de 22 mil toneladas de asfalto até o momento.

Embora os serviços estejam nas fases intermediárias, o cronograma evidencia avanços na execução da rede de drenagem e na pavimentação, tanto na parte da obra no bairro Atalaia quanto no Coroa do Meio.

Nas frentes de trabalho desta obra, estão sendo usadas máquinas pesadas, como retroescavadeiras, patrol, caçambas e bomba de sucção para atuar junto ao lençol freático. Mais de 30 operários estão atuando nos diversos serviços que estão sendo executados nas ruas dos dois bairros.

Prevista para ser entregue ainda este ano, a obra oscila entre momento de celeridade e diminuição da velocidade em período de chuvas. Secretário municipal da Infraestrutura, Sérgio Ferrari explica os motivos desta aparente assimetria no cronograma.

“O solo daquela região, como de resto é o solo da capital, é muito arenoso e ainda há um lençol freático muito próximo à superfície, o que nos força a sempre manter uma bomba para sugar as águas. Agora, isso se agrava com as chuvas e caso teimássemos em fazer intervenção só causaria transtornos aos moradores. Então, optamos por diminuir o ritmo da execução da obra, no inverno, mas com o compromisso de acelerar o cronograma assim que o tempo levantar”, garante Ferrari.

Alegria para quem vive e passa pelo local

Em uma das avenidas que está ganhando cara nova com as obras de infraestrutura, pavimentação e drenagem, a Avenida Oceânica, tem agradado quem passa pela via e acompanha a evolução da execução do projeto. É o caso do aposentado Edilson Silva, 69, morador do bairro, que costumar passear de bicicleta pela via. “O trabalho está ótimo, nota 10. Eu que vendo lanches andando de bicicleta sei bem como aqui estava precisando dessa obra”, destacou.

“Quando a obra estiver finalizada será excelente. Até mesmo porque trabalhamos com clientes que precisam vir até a empresa e faz toda diferença que a rua esteja em boas condições. Eu vejo que a obra tem evoluído e acho isso muito positivo. Torço para que tudo esteja concluído o quanto antes”, diz Paula Santos, proprietária de uma empresa de construção civil localizada na mesma avenida referindo-se às obras que a Prefeitura executa na localidade.

Para Lindemberg Cabral, o bairro Atalaia fica mais bonito quando as ruas estão asfaltadas. Empreendedor, Cabral destaca que não mora no bairro, “mas sempre passo por aqui quando estou indo para a praia e vejo que é uma obra muito importante porque aqui também é uma área turística e uma avenida estruturada deixa tudo mais bonito”, ressalta.

Comente: