Mais de 125 mil aracajuanos devem ser imunizados contra a Influenza

phpThumb_generated_thumbnail (33)A Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) vai realizar, de 30 de abril a 20 de maio, a 18ª Campanha de Vacinação contra a Influenza. O calendário foi definido pelo Ministério da Saúde e, apesar da campanha ter sido antecipada em algumas cidades, na capital sergipana ela vai seguir as datas que já haviam sido pré-estabelecidas. A meta da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) é imunizar 80% do público alvo que, este ano é de 125.097 pessoas. O objetivo é reduzir as complicações, mortalidades e o número de internações ocasionadas pelos três tipos de Influenza: H1N1, H3N2 e B.

A vacinação, na rede pública, é destinada a alguns grupos prioritários: crianças de 6 meses a menores de 5 anos, doentes crônicos, idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto), a população privada de liberdade e os trabalhadores do sistema prisional. As crianças a partir de 6 meses, que nunca foram imunizadas contra a Influenza, precisam receber duas doses da vacina, com intervalo de 30 dias entre elas. Aquelas crianças que foram vacinadas no ano passado, esse ano só recebem uma dose.  A vacina é segura e só não pode ser aplicada em pessoas que tenham alergia a ovo ou que estejam com febre no momento da imunização.

De acordo com a coordenadora do Programa Municipal de Imunização de Aracaju, Débora Moura, o “Dia D” da campanha vai acontecer no último dia deste mês. “No dia 30 de abril, as 43 Unidades de Saúde da Família (USFs) estarão abertas, das 8h às 17h, exclusivamente para a vacinação. É importante que todos levem o cartão de vacinação. As gestantes devem estar munidas do cartão da gestante. As puérperas precisam levar o comprovante de nascimento da criança e os doentes crônicos devem apresentar a receita médica”, explicou.

A coordenadora também faz um alerta para que a população tome alguns cuidados para se prevenir contra o H1N1 e os demais tipos de gripe. “Lavar as mãos com frequência e manter os ambientes ventilados continuam sendo medidas de prevenção importantes. Também recomendamos que a  população não compartilhe objetos de uso pessoal e mantenha as mãos sempre higienizadas, com a aplicação de álcool gel ou lavagem com água e sabão”.

Comente: