Investimentos em infraestrutura e turismo começam a revitalizar bairro Industrial

biO quase centenário bairro Industrial está ficando de cara nova. Com investimentos que somam R$ 14.801.023,28 milhões, o Governo do Estado promove a construção da segunda etapa da Orla do Bairro Industrial, duplicação da avenida Tancredo Campos e ainda urbanização dos residenciais Santa Tereza, Imperial I e II e Brisa Mar. Através dessas iniciativas, Sergipe ganhará mais um ponto turístico e espaço de lazer, além de promover mais mobilidade ao trânsito e qualidade de vida a população, que terá suas ruas pavimentadas e drenadas, evitando que a água da chuva se acumule e invada as casas.

“Este é um sonho antigo do bairro, que está sendo realizado”, destacou o presidente da Associação de Moradores do Bairro Industrial, Marcos dos Anjos. Para ele, as obras são ações positivas e vão mudar a vida dos habitantes.

“O bairro Industrial é amor à primeira vista e paixão pela vida eterna. Berço da classe trabalhadora, ele virou um grande núcleo habitacional. Não se pode falar de Aracaju sem falar daqui. É um bairro que está crescendo e ficando moderno com as obras. Através dessas modificações, o acesso vai melhorar muito e o trânsito vai ter fluidez. A população vai ficar muito satisfeita”, comentou Marcos, acrescentando que os pontos turísticos da área serão valorizados.

A dona de casa Célia Maria Firmino já imagina como ficará o bairro após o termino das construções. “Aqui vai ser valorizado e ficar mais bonito. Imagino que, quando acabar as obras, os ônibus vão passar pela Tancredo Campos. Acho também que vai ter mais segurança e movimentação de policiais. Essas mudanças estão modificando a cara do bairro. É disso que precisávamos”, declarou.

As intervenções na segunda etapa da Orla do Bairro Industrial são as mais avançadas. Em fase final, resta apenas a implantação de mosaicos artísticos no calçadão. No local foram feitos serviços de duplicação da pista de rolamento, além da urbanização e tratamento paisagístico. A área ainda foi contemplada com nova iluminação e redes de drenagem pluvial e esgotamento sanitário.

Detalhes da obra

A partir de um investimento de R$ 3 milhões, oriundos do programa Sergipe Infraestrutura, via Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), os trabalhos de urbanização da Orla do Bairro Industrial consistiram na duplicação da avenida General Calazans e tiveram início após a ponte Aracaju/Barra dos Coqueiros, seguindo até o entroncamento com a rua Mário Matiotti. Antes estreito, o trecho em questão agora tem pista de rolamento com largura de 9 metros, totalizando 400 de extensão, canteiro central com um metro de largura e, 2,5 metros de estacionamento.

O comerciante Alex Maynard relembra como era a área da segunda etapa da Orla. “Antes só tinha barracos, muito lixo, não tinha iluminação e a rua era estreita. Agora você vê bem organizada, como se fosse uma Orla de Atalaia. A paisagem mudou e dá gosto de ir”, depôs.

Parte fundamental do projeto é a implantação das redes de drenagem pluvial e esgotamento sanitário e um muro de contenção às margens do rio Sergipe. Foram construídos 400 metros de calçadão com largura variando entre 3 e 5,5 metros, e ícones em granito com desenhos simbolizando o espaço. Bancos de concreto, guarda-corpo em madeira e concreto, iluminação moderna contendo 12 postes de 16 metros de altura com quatro pétalas cada, e 26 postes decorativos com lâmpadas de vapor mercúrio de 80 watts também contemplam a intervenção.

Respeitando a norma-padrão de acessibilidade, foram implantadas rampas de acesso, piso tátil e sinalização horizontal, a fim de assegurar o trajeto de pessoas com dificuldades de locomoção. Completando os serviços, houve a instalação de lixeiras específicas e execução do projeto paisagístico com gramado e plantas.

Para o secretário da Infraestrutura, Valmor Barbosa, os desdobramentos positivos proporcionados pela obra são inúmeros. “São beneficiados os moradores, que têm a autoestima elevada por conta de um espaço de lazer próximo às suas residências, a cidade, que conta com a revitalização de uma parte histórica, a mobilidade urbana, que dispõe de acesso mais fácil a uma das avenidas que liga a capital ao município de Nossa Senhora do Socorro, e o próprio estado, cujo trade turístico é acrescido de mais um equipamento urbano”, ressaltou.

Mobilidade

Para promover fluidez no trânsito da Grande Aracaju, obras estão sendo realizadas na avenida Tancredo Campos, no bairro Industrial. A ideia é ampliar a via e deixá-la em sentido único, de modo que a circulação de veículos no sentido contrário seja feita através da avenida Euclides Figueiredo, que também receberá investimentos e terá uma ligação da entrada de Aracaju até o Mercado Central (com entrada pelo conjunto João Alves).

O investimento total, fruto do Proinveste, é de R$ 4.775.269,22 e as obras estão em estado avançado. Com previsão para finalizar as intervenções em dezembro deste ano, o Governo do Estado promove ações nas áreas de esgotamento sanitário, drenagem, fechamento do canal, além de construção de calçadas e ciclovias, transformando, assim, a Tancredo Campos em um corredor viário.

Dono de uma oficina localizada na avenida, Alex Maynard diz que, com o fim das obras não só a população do estado vai ver o bairro Industrial de uma forma diferente, como os turistas serão estimulados a conhecer a região.

“O pessoal vai ter outra visão daqui. As modificações vão ser boas para toda a região, incluindo outros bairros. Vai ser melhor para o comércio, pois vamos poder divulgar mais nosso trabalho, e a tendência é aumentar a quantidade de clientes”, afirmou.  Para ele, é um bairro antigo, mas de cara nova. “Antes os turistas voltavam da primeira etapa da orlinha, mas agora vão poder conhecer mais o bairro. Além disso, já vi gente dizer que Aracaju é bonita, menos a parte da zona Norte. E agora vou poder dizer que esta área está bonita”.

A lojista Silvia Rodrigues também acha que as transformações do bairro irão movimentar a economia, e comenta as vantagens em ser moradora e comerciante da área. “Moro aqui desde que nasci e, para mim, é o melhor bairro de Aracaju. Temos pontos turísticos, o Centro é perto e vamos ter um shopping. Além disso, só não vai a pé para a praia quem tem preguiça”, pontuou.

Drenagem e pavimentação

Também com recursos do Proinveste, o bairro Industrial recebe o montante de R$ 7.025.754,06 em urbanização dos loteamentos Santa Tereza, Imperial I e II e Brisa Mar. A obra contempla esgotamento sanitário, drenagem, pavimentação, construção de calçadas, sinalização viária com pinturas de faixas e ainda rede elétrica de iluminação.

“As ruas dos loteamentos serão urbanizadas. Após conclusão do esgotamento e estação elevatória, vamos pavimentar o residencial Santa Tereza. A obra da Orla vai se encontrar com a obra desse loteamento, com a da avenida Euclides Figueiredo, Porto D’Anta e vamos ter uma melhoria muito grande em toda essa região”, pontuou Valmor Barbosa.

As melhorias do bairro são evidenciadas pela agente comunitária de saúde Ana Silva de Oliveira. “Antes aqui a canal enchia. Era lixo transbordando e tinha lugar que entrava água nas casas. Agora com a pavimentação vamos ter várias novidades. O lamaçal vai acabar e não vou ter que sair com a perna melada de barro”, relatou.

Comente: