Força-tarefa contra a Dengue visita 500 casas no bairro Palestina

Durante este sábado, 21, cerca de 20 agentes de Combate às Endemias da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) estiveram visitando 500 casas do bairro Palestina em mais uma força-tarefa. O objetivo da ação foi alertar os moradores sobre a infestação do mosquito na localidade e fazer o trabalho de eliminação dos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika Vírus e da febre Chikungunya. Essa ação também teve a parceria da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsub), que realizou uma limpeza nos terrenos baldios.

De acordo com o supervisor geral do Programa de Controle da Dengue, Elielson Lima Rodrigues, as ações no bairro Palestina foram intensificadas por conta do número de focos do mosquito encontrado na localidade. “Em alguns quarteirões desse bairro foram encontrados bastantes focos do mosquito, e também distribuímos alguns agentes para visitar um quarteirão do bairro Santo Antônio que está na mesma situação. Não podemos brincar, pois esse mosquito transmite três doenças que estão com muitas incidências. Nosso objetivo é localizar essas casas para fazer a eliminação desses focos e, se não puder eliminar, fazer o tratamento focal. Outro destaque dessa força-tarefa é que a Emsurb está com profissionais fazendo a limpeza de três terrenos baldios da região, isso facilita a diminuir a infestação do Aedes”, destacou.

O morador Luciano Souza, afirma que tem duas lavanderias em casa, mas nunca deixa de fazer a limpeza com água e sabão. “Eliminar o mosquito da dengue não é uma coisa difícil, é uma coisa simples, apenas limpeza e higiene dos recipientes e lavanderias e também deixar sempre os reservatórios de água tampados. Então, não é nada difícil se prevenir contra essas doenças. O importante é ter consciência, cada um fazendo a sua parte. Eu aproveitei que os agentes estavam aqui hoje para saber se esse bairro tem uma alta infestação do mosquito, infelizmente descobri que eu estou fazendo a minha parte, mas muita gente não. E é preciso mudar essa cultura”, disse.

Para Amariles Gonçalves, moradora da Palestina, essas visitas dos agentes são importantes para alertar os moradores. “Quando eles aparecem em nossas casas conseguimos tirar nossas dúvidas sobre os cuidados que precisamos ter para não proliferar o mosquito. Se só eu faço na minha casa não resolve muito, é preciso que todos os moradores façam a sua parte para que ninguém fique doente”, ressaltou.

O senhor Expedito Alves, 73 anos, mora ao lado de um dos terrenos baldios que passou pela limpeza, segundo ele, essa parceria da saúde e da Emsub veio na hora certa. “Para mim, ver esse terreno que fica ao lado da minha casa sendo limpo foi um grande presente, pois eu não tinha condições de limpar tudo, mas sabia que esse terreno aumenta o número de mosquitos e também de escorpiões e outros bichos dentro de nossas casas. A prefeitura está de parabéns com essas ações”, ressaltou.

Comente: