Edvaldo se reúne com equipe da Saúde para ajustar detalhes do plano de vacinação contra a covid-19

O prefeito Edvaldo Nogueira se reuniu, na manhã desta segunda-feira, 18, com a secretária da Saúde, Waneska Barboza, e com a diretora de Vigilância e Saúde de Aracaju, Taíse Cavalcante, quando discutiram os últimos ajustes do Plano Municipal de Vacinação contra a covid-19. No encontro, foram alinhadas as estratégias de priorização, as logísticas para armazenamento e distribuição das doses, além das metas e do esquema de vacinação no município. A imunização dos aracajuanos começará assim que as primeiras doses da vacina da Sinovac chegarem à capital sergipana. A previsão é que o imunizante chegue nesta segunda.

“Me reuni com a equipe da Secretaria da Saúde para discutirmos os últimos detalhes do nosso Plano de Vacinação. A Prefeitura de Aracaju será a responsável pela vacinação em toda a cidade, em todas as unidades de saúde e hospitais. Respeitaremos todos os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde, inclusive receberemos de todas as unidades e hospitais a listagem com os nomes dos profissionais que serão vacinados”, destacou.

Edvaldo enfatizou que, neste primeiro momento,  “serão imunizados aqueles que estão trabalhando na linha de frente do enfrentamento ao novo coronavírus”. “Serão vacinados primeiro os próprios vacinadores, depois profissionais das UTI, urgências, leitos de estabilização e das quatro unidades exclusivas para atendimento de pacientes que apresentam sintomas de síndromes gripais. E também vacinaremos os idosos em asilos, conforme o plano de vacinação nacional. Na semana passada, quando me reuni com o ministro da Saúde e outros gestores do país, afirmei que nossa cidade estava pronta para começar a vacinação e hoje reafirmo: Aracaju tem um plano bem elaborado, que estabelece critérios, fases e que respeita a urgência que os grupos prioritários demandam”, reiterou o gestor.

Plano de vacinação

Elaborado em dezembro de 2020, o Plano de Vacinação de Aracaju foi estabelecido de forma a garantir que a população tenha acesso ao imunizante com segurança, sem aglomerações, e respeitando a urgência dos grupos prioritários. Ele foi dividido em quatro etapas e subdividido em fases para que sejam respeitadas as prioridades entre os grupos de risco, que reúnem milhares de pessoas. 

Sendo assim, na primeira etapa, serão vacinados os trabalhadores da saúde, que estão na linha de frente do combate à pandemia, a exemplo dos que atuam em UTI’s, seguido dos profissionais que trabalham em urgências, leitos de estabilização e de idosos que residem em abrigos ou asilos. Logo após, será a vez dos idosos com mais de 80 anos; seguidos dos idosos com idade entre 75 a 79 e, na sequência, dos idosos de 70 a 74 anos; Em outra fase, serão imunizados os idosos acima de 60 anos, divididos em subgrupos. 

Na fase três, serão imunizados os aracajuanos com comorbidades. Já na quarta fase, serão vacinados os professores e profissionais das forças de segurança e salvamento, além dos funcionários do sistema prisional. Logo após, serão imunizadas as pessoas privadas de liberdade.

Comente: