Edvaldo Nogueira reafirma compromisso com salários dos servidores de Aracaju

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, concedeu entrevista nesta segunda-feira (23) à TV Sergipe para falar sobre o pagamento dos salários dos servidores municipais, que voltarão a receber em dia já no primeiro mês da nova gestão.

Segundo ele, a proposta apresentada aos trabalhadores regulariza os salários. “Nós já pagamos no último dia 10 o 13º salário, vamos pagar em dia o salário de janeiro, iniciando no dia 31 para Educação e Saúde e finalizando até 7 de fevereiro, quinto dia útil, toda a folha do mês. Em meados de fevereiro, faremos uma operação de crédito, onde também aprovaremos na Câmara de Vereadores um abono para que os servidores não tenham nenhum prejuízo com pagamento de juros, para que assim o servidor receba o salário de dezembro, deixado pendente pela gestão anterior. Já os salários de fevereiro serão pagos até o quinto dia útil de março”, explicou.

Edvaldo pontuou que, deste modo, terá pago em dois meses quatro folhas salariais. “É um esforço gigantesco da Prefeitura de Aracaju na crise que estamos vivendo, com essa dívida herdada, para mostrar que damos prioridade aos servidores de Aracaju”, explanou.

Com dívidas superiores a R$ 530 milhões herdadas ao assumir a administração municipal, Edvaldo Nogueira buscou alternativas para lidar com o problema. “Nós vamos aplicar todo o recurso arrecadado no mês de fevereiro com o IPTU para pagar os salários para cumprir de fato aquilo que nós nos comprometemos durante o período eleitoral”, afirmou.

Diálogo com categorias

Questionado sobre o diálogo com os médicos, que estão paralisados, o prefeito ressaltou que sempre esteve aberto a conversas. “O diálogo está sempre aberto, prova disso é que neste ano já nos reunimos duas vezes com os trabalhadores da saúde. Estamos recebendo todos os sindicatos porque somos um governo democrático, nós conversamos com todas as categorias”, disse.

Na última sexta-feira, 20, Edvaldo Nogueira reuniu-se com 11 sindicatos classistas da área da saúde municipal, inclusive com os médicos.

Comente: