Edvaldo Nogueira imprime novo ritmo à prefeitura de Aracaju

A administração de Edvaldo Nogueira, em quatro semanas, imprimiu novo ritmo à prefeitura de Aracaju. Neste período, serviços essenciais foram regularizados, como a coleta do lixo, o fornecimento de medicamentos e a retomada do pagamento do auxílio-moradia, entre outras ações de Saúde, Educação, Emprego e inclusão Social. Também foi o tempo suficiente para que os servidores voltassem a ter um calendário regular de pagamento dos seus salários, tanto é que, em 60 dias, a nova gestão pagará quatro folhas salariais.

Só nas últimas duas semanas, o governo municipal realizou duas edições do programa “Agora Aracaju vai ficar limpa”, que promoveu dois grandes mutirões de limpeza em bairros como Santa Maria, 17 de Março, Bugio, São Carlos e Jardim Centenário, recolhendo mais de 400 toneladas de lixo, que se acumularam em pontos clandestinos de descarte de resíduos e de entulhos. Além disso, a coleta do lixo doméstico foi regularizada na cidade, com um calendário que tem sido cumprido pela empresa responsável pelo serviço.

Outra medida de destaque nestes primeiros dias foi a recuperação da avenida Euclides Figueiredo. Com investimento de R$ 120 mil, a Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) corrigiu a canalização das águas pluviais da localidade, fez a limpeza da rede de drenagem, recompôs a base de um trecho de cerca de 500 metros da pista colocando um novo piso asfáltico na avenida. A intervenção, realizada em menos de uma semana, melhorou sensivelmente o fluxo na região e reduziu os engarrafamentos.

Quatro salários em dois meses

Também neste período de quase um mês no comando da prefeitura de Aracaju, Edvaldo Nogueira dialogou com os servidores de várias categorias e conseguiu já quitar o pagamento do 13º salário (que foi deixado pendente pela gestão passada). Para conseguir pagar o benefício em 10 dias de gestão, o prefeito priorizou os servidores. Além de R$ 18 milhões dos recursos da repatriação, o gestor direcionou outros R$ 22 milhões dos recursos da administração para que o trabalhador municipal pudesse receber o 13º salário.

Da mesma forma, Edvaldo já anunciou no último dia 20 que todo o dinheiro arrecadado com o Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) será utilizado para pagar os salários dos servidores em dia. Ele, inclusive, já divulgou um calendário de pagamento dos vencimentos do primeiro mês da sua gestão. No próximo dia 31, servidores da Saúde e da Educação já terão seus salários creditados em suas contas. No dia 3 de fevereiro, será a vez dos servidores das demais secretarias. No dia 7, quinto dia útil do mês, aposentados e pensionistas receberão seus salários. Os salários de fevereiro também serão quitados até o quinto dia útil de março, conforme estabelece a legislação trabalhista.

Já para pagar os salários do último mês de dezembro, que não foram honrados pela administração anterior, o prefeito e sua equipe técnica encontraram uma solução que não irá onerar o servidor: o trabalhador terá acesso a uma linha de crédito, de valor equivalente ao seu salário, junto aos bancos Caixa Econômica Federal e Banese, em fevereiro. Mesmo que o servidor já tenha contraído empréstimo consignado ou esteja com restrição de crédito, ele poderá acessar o benefício, que será integralmente pago pela prefeitura às instituições financeiras.

Esforço gigantesco

“Nós já pagamos no último dia 10 o 13º salário, vamos pagar em dia o salário de janeiro, iniciando no dia 31 para Educação e Saúde e finalizando até 7 de fevereiro, quinto dia útil, toda a folha do mês. Em meados de fevereiro, faremos uma operação de crédito, onde também aprovaremos na Câmara de Vereadores um abono para que os servidores não tenham nenhum prejuízo com pagamento de juros, para que assim o servidor receba o salário de dezembro, deixado pendente pela gestão anterior. Já os salários de fevereiro serão pagos até o quinto dia útil de março”, reforçou Edvaldo Nogueira.

Ele ressalta que tais medidas são resultado de “um esforço gigantesco da Prefeitura de Aracaju”. “Diante da crise que estamos vivendo e contabilizada uma dívida herdada de R$ 530 milhões, desenvolvemos um severo programa de ajustes, que reduzirá em 50% o custo global dos cargos comissionados, que diminuirá em 20% as despesas de custeio, além de que suspendemos gastos com eventos e patrocínios e também estamos revendo contratos, consultorias e licitações. Todo o nosso esforço tem o objetivo de regularizar serviços essenciais e pagar, em dois meses, quatro folhas salariais”, explanou.

Outras áreas

Os trabalhos da administração também focaram a população em situação vulnerável. A Secretaria da Inclusão Social, sob o comando da vice-prefeita Eliane Aquino, regularizou o pagamento do auxílio-moradia. No último dia 20, o valor do benefício referente ao mês de dezembro, junto ao Banco do Brasil, para mais de 1.300 famílias foi pago. Eliane Aquino também retomou o diálogo da prefeitura com o Movimento Negro e o Movimento LGBT, além de ter visitado abrigos e demais unidades de atendimento da secretaria. Os profissionais que atuam na Inclusão Social também foram recebidos pela vice-prefeita.

Os serviços de responsabilidade da Emurb também apresentaram maior efetividade. Em menos de um mês, já foram registrados cerca de 10% a mais de pedidos do que em todo o ano passado. Foram, aproximadamente, 200 solicitações registradas para serviços de desobstrução na rede de drenagem, limpeza de fossa e trabalho na malha viária, além de reposição de tampa de concreto, terraplenagem, recuperação de tubulação danificada e reconstrução de calçadas. Mesmo com um contingente de profissionais reduzido, a programação elaborada pela Diretoria de Operações do órgão municipal busca atender aos casos mais urgentes e de acordo com critérios técnicos.

Na Saúde, a prefeitura realizou o pagamento de mais de R$ 500 mil ao hospital Cirurgia, para que o atendimento da população fosse normalizado, além de ter conseguido regularizar o fornecimento de remédios, materiais e equipamentos para as unidades básicas de Saúde. O secretário da pasta, André Sotero, também tem visitado os postos de saúde para verificar a situação em que se encontram e buscar soluções alternativas para os problemas.

Próximas ações

Até o último dia deste primeiro mês de gestão, o prefeito Edvaldo Nogueira assinará o decreto que cria a comissão técnica que irá estudar os mecanismos legais para revogação do aumento anual de 30% do IPTU. O grupo de estudo irá propor como revogar o reajuste, realizado pela gestão anterior, que prevê aumentos sucessivos até 2022.

Já na área do Esporte e Juventude, a novidade é a primeira edição dos Jogos de Verão. As competições, que se iniciam neste sábado (28), ocorrerão sempre aos finais de semana como uma das estratégias de retomada da qualidade de vida da população aracajuana. Os Jogos de Verão acontecerão nas praças de diversos bairros da capital. Neste fim de semana, as competições ocorrerão nos bairros Santa Maria e 17 de Março e nos conjuntos Augusto Franco e Tiradentes.

Comente: