Edvaldo cobra de empresas resolução dos problemas na marcação de consultas e exames

O prefeito Edvaldo Nogueira tem atuado na busca de uma solução para os problemas que envolvem o novo sistema de marcação de consultas e exames da rede pública de Saúde de Aracaju. Desde a instalação do novo software de regulação, no início deste ano, tem havido dificuldades para o agendamento de procedimentos médicos. Na última semana, o prefeito reuniu-se com a secretária da Saúde, Waneska Barboza, e com diretores das empresas que venceram a licitação para cobrar a resolução das falhas.

“Como declarei no início da semana, quando fiz meu discurso na abertura dos trabalhos da Câmara, considero a Saúde a área onde enfrentamos mais dificuldades, por isso ainda é o setor em que precisamos avançar mais. Neste sentido, me reuni com os representantes das empresas que venceram a licitação do sistema de marcação de consultas e exames para exigir respostas imediatas para os problemas que temos vivenciado. O sistema ainda não está funcionando bem e tem gerado muitos transtornos para os nossos usuários. Isto é inadmissível”, afirmou o prefeito.

São dois os novos módulos da Saúde. O primeiro é o responsável pelo Prontuário Eletrônico, que já foi instalado em mais da metade das unidades de saúde da Prefeitura de Aracaju e tem funcionado bem, com poucas ocorrências de falhas. Já o segundo, que responde pela Regulação, tem apresentado muitos problemas, impedindo que os usuários consigam marcar exames e consultas.

“Desde o final de janeiro percebemos que os problemas foram se avolumando e temos cobrado uma série de ajustes às empresas. Pontuamos cada uma das falhas que o sistema apresentou desde então e entregamos aos gestores para que resolvam definitivamente. A solução deve ser encontrada o mais rápido possível”, reforçou Edvaldo.

Após a reunião com o prefeito, dirigentes das empresas tiveram novos encontros com a secretária Waneska Barboza e com técnicos da Secretaria da Saúde, para encaminhar a solução das falhas. “Até a próxima sexta-feira, as empresas se comprometeram em solucionar as situações mais urgentes que nós identificamos, para que o sistema funcione com mais qualidade e que o usuário já não enfrente tantos transtornos como ocorre atualmente. A nossa expectativa é que o sistema apresente melhorias”, complementou a secretária da Saúde.

Comente: