Dia “D” de vacinação contra a Pólio terá estandes nos shopping da capital

Nesta quinta-feira, 13, foi realizada uma reunião na sede da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) para definir os últimos ajustes da programação do Dia “D” de vacinação contra a Poliomielite, que acontecerá neste sábado, 15 de agosto.  Além de todas as Unidades de Saúde da Família (USFs), que estarão abertas das 8h às 17h, serão montados estandes da vacinação nos dois shoppings da capital, aonde os pais podem levar seus filhos com idade entre seis meses e menos de cinco anos, para serem imunizados conta a paralisia infantil, das 10h às 18h.

A campanha seguirá normalmente durante a semana até o dia 31 deste mês, disponível também no horário estendido (17h às 20h) nas 10 USFs que funcionam nesse regime de horário. Para Aracaju foram disponibilizadas 40 mil doses e a meta é imunizar 95% do público alvo, cerca de 38 mil crianças.

A técnica do Programa de Imunização da Saúde Aracaju, Débora Moura, frisou a importância da vacinação para manter o município de Aracaju livre da paralisia infantil. “O último caso de poliomielite registrado no Brasil foi há 25 anos e isso nos motiva a participar sempre com muito entusiasmo desta ação. Sabemos que estamos no caminho certo”, destacou.

Débora Moura ainda chama a atenção para que os pais levem a Caderneta de Vacinação, pois durante a campanha, serão também fornecidas vacinas complementares. “Todos os pais devem levar seus filhos de seis meses a menores de cinco anos, para receber as duas gotinhas contra a paralisia infantil. Nesse mesmo dia 15, também será avaliado o Cartão de Vacinação da criança, para saber se existe alguma outra vacina em atraso que ela pode receber também. Se caso houver, a criança será imunizada contra a Pólio e também receberá a multivacinação”, destaca a técnica do Programa de Imunização da Saúde Aracaju.

O vírus

A Poliomielite é uma doença infecto-contagiosa aguda, causada por um vírus que vive no intestino, denominado Poliovírus. Embora ocorra com maior frequência em crianças menores de quatro anos, também pode ocorrer em adultos. O período de incubação da doença varia de dois a 30 dias, sendo, em geral, de sete a 12 dias. A maior parte das infecções apresenta poucos sintomas (forma subclínica) ou nenhum e estes são parecidos com os de outras doenças virais ou semelhantes às infecções respiratórias como gripe – febre e dor de garganta – ou infecções gastrointestinais como náusea, vômito, constipação (prisão de ventre), dor abdominal e, raramente, diarreia.

Deixe uma resposta