Campanha ‘Aracaju não tem acento’ nas redes sociais já alcançou quase meio milhão de pessoas

Há duas semanas, foi lançada a campanha ‘Aracaju não tem acento Aracaju tem’ nas redes sociais pela Prefeitura de Aracaju, através do Núcleo de Mídias Digitais da Secretaria Municipal da Comunicação Social (Secom). A ideia nasceu da incompreensão de pessoas, instituições e empresas que ainda escrevem o nome da capital sergipana com acento na letra ‘u’. Partindo desse pressuposto, dizer que Aracaju não tem acento era também uma oportunidade de dizer o que ela tem, destacando as características e peculiaridades da cidade, fazendo menção a coisas boas que existem na capital.

Para o diretor do Núcleo de Mídias Digitais, Danilo Aguiar, a ação foi de suma importância.”Foi a primeira campanha de grande alcance digital da Prefeitura de Aracaju. Nunca se comentou tanto sobre uma campanha que foi criada dentro do Núcleo e que tenha tido um alcance tão positivo quanto esse”, declarou, satisfeito.

Até o momento, foram seis publicações na página do Facebook que juntas obtiveram mais de 511 mil alcances. Com isso, a página da Prefeitura atingiu 419 mil usuários, o que é quase meio milhão de pessoas e o total de habitantes de Aracaju. A publicação mais repercutida foi ‘Aracaju não tem acento Aracaju tem mangaba’ que teve 219.218 mil visualizações e 1.353 compartilhamentos.

A sergipana Alice Lisbôa, 19, mora atualmente na capital paulista e compartilhou a publicação ‘Aracaju não tem acento Aracaju tem mangaba’ em sua página no Facebook. Além de declarar que sente saudades do suco, ela destaca três pontos positivos. “Primeiro, porque a campanha integra todos da rede e traz proximidade, o que motiva o pessoal a interagir e se manifestar; segundo, é informativo, promove também as coisas boas que a nossa terra tem e nem todo mundo sabe; terceiro, estimula a criatividade, além de ser bem divertido”, observou. “É incrível, interativo e massa”, completou, animada.

Perfis e páginas de instituições, grupos políticos e hotéis de Aracaju também aderiram à campanha, muitos complementaram a frase inserindo algo do cotidiano deles, adicionando um conteúdo próprio para compartilhar a mensagem tanto de forma positiva mas também negativa. O conteúdo crítico criado pelos usuários nas redes sociais é vista de forma legítima pela Prefeitura de Aracaju, pois é um meio que o cidadão tem para se expressar diante dos problemas da cidade. A administração reconhece essas dificuldades e possui uma equipe preparada para atender a população.

Thiago Melo é graduando em jornalismo e compartilhou uma das publicações em seu Twitter porque aprovou a iniciativa. “Eu achei inovador e essencial este tipo de campanha através das redes sociais, algumas pessoas que moram em outros estados possuem esse hábito de acentuar o nome da nossa capital, inclusive já vi vários artistas fazendo o mesmo, e com essa ação da prefeitura acredito que vai chamar a atenção e as pessoas irão aprender a escrever de forma correta, afirmou.

E a campanha não pára por aí, serão novas publicações e novas adições de características, o que é uma nova linguagem que se inicia e que causa uma aproximação com o público e cria uma relação de afinidade entre a Prefeitura de Aracaju e a população sergipana. A campanha está disponível em três plataformas: Instragram, Facebook e Twitter.

Para o esclarecimento

A palavra Aracaju é oxítona (nome que se dá às palavras cuja sílaba tônica é a última) terminada com a letra “u” precedida de uma consoante e por isso, não recebem acento gráfico. As oxítonas terminadas em “u” que recebem acento são as que terminam em hiato, ou seja, a letra “u” precedida de uma vogal. Assim: baú, Anhangabaú, Mundaú, Jaú.

Comente: