Belivaldo Chagas participa de missa de três anos de falecimento de Déda

Celebração religiosa foi realizada na Paróquia Santuário Nossa Senhora Aparecida

Nesta sexta-feira, 02, completam-se três anos do falecimento do ex-governador Marcelo Déda e a comunidade do conjunto Bugio recepcionou a viúva Eliane Aquino, além de familiares, amigos e o vice-governador Belivaldo Chagas durante a missa, celebrada nesta noite na Paróquia Santuário Nossa Senhora Aparecida.

Eliane Aquino contou, na ocasião, que a escolha da paróquia tem relação com o carinho que os moradores do Bugio demonstram por Marcelo Déda. “Fiz questão de marcar essa missa aqui porque me chamou muita atenção este ano o quanto Déda foi homenageado nesse bairro e o quanto ele ainda permanece vivo e querido na mente das pessoas. Essa foi uma forma de agradecer a essa população. Com relação às saudades que sentimos, ela nunca acaba. Nós apenas amenizamos a dor. Mas a saudade fica para o resto da vida”.

O vice-governador Belivaldo Chagas comentou que, neste dia, relembrou os momentos que passou com Déda em 2006. “Hoje é um dia em que mais uma vez recordamos do nosso amigo. Passaram-se três anos, mas parece que foi ontem. Hoje é um momento de reunir amigos e familiares dele para que façamos uma confraternização e continuemos orando. Em nosso coração, Déda permanece vivo”.

Maria do Carmo Déda, irmã do ex-governador, destacou a imagem marcante de Marcelo perante à população. “A morte, no meu entendimento, é uma passagem da vida terrena para a eterna. Nessa passagem pela terrena, o que nos faz sentir confortáveis é o que ele plantou como homem, governador, pai e poeta, e o amor que ele tinha pelo povo, principalmente o de Sergipe. O que nos dá conforto é o que ele fez, e não foi em vão. Sei que, onde ele estiver, estará satisfeitíssimo e sabendo que o povo o ama e reconhece seu trabalho”, declarou.

O pároco do Santuário Nossa Senhora Aparecida, Jadilson Andrade, pontuou que é preciso ter confiança na ressureição e ter fé, principalmente em um momento como esse. “Encontramo-nos nesta noite para celebrarmos essa eucaristia em memória de Marcelo Déda. O que nos move nessa noite é Jesus Ressucitado. Todas as pessoas que passam em nossa vida levam um pouco de nós e deixam um pouco de si. E, com certeza, Marcelo Déda passou e deixou muitas marcas no povo de Sergipe e no coração de cada um de nós”, ressaltou.

O prefeito eleito por Aracaju, Edvaldo Nogueira também participou da celebração.

Comente: