Polícia Federal prende quadrilha responsável por roubo e receptação de cargas

A Operação Roubo e Venda, realizada nesta sexta-feira (21) pela Polícia Federal (PF) em conjunto com o Grupo de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Rio de Janeiro (Gaeco) e a Secretaria de Fazenda do Estado cumpriu 13 dos 14 mandados de prisão preventiva contra os acusados, além de 13 mandados de busca e apreensão nos municípios de Belford Roxo, Duque de Caxias, Mesquita, Nova Iguaçu e Rio de Janeiro.

A finalidade da operação foi desarticular uma quadrilha especializada no  esquema de roubo de cargas e receptação de mercadorias roubadas no Estado do Rio. Vários veículos foram apreendidos, incluindo alguns de luxo, como uma Mercedes Benz avaliada em R$ 200 mil; uma motocicleta Kawasaki; e um caminhão. Durante a ação, também foi recolhida parte dos produtos roubados.

Segundo as investigações da PF, os ladrões localizavam e interceptavam os transportadores de carga e, fortemente armados, faziam os motoristas de reféns durante as ações, obrigando-os a entregar a carga do veículo. Após o roubo, o grupo providenciava o armazenamento dos produtos em imóveis alugados para esconder a carga roubada.

Empresários da área do comércio de automóveis da região metropolitana do Rio, prestavam auxílio à quadrilha, fornecendo os veículos utilizados durante os crimes. Os receptadores eram, basicamente empresários que revendiam as mercadorias roubadas em seus próprios estabelecimentos comerciais.

As mercadorias roubadas iam desde roupas e chocolates até bebidas e autopeças, passando por produtos farmacêuticos. A regra era que fossem roubados produtos de fácil aceitação no mercado, de forma a facilitar a venda. A quadrilha movimentava cerca de R$ 500 mil por mês.

Edição: Jorge Wamburg

Douglas Correa – Repórter da Agência Brasil

Comente: